Pit Passarell, do Viper, inicia a carreira solo com o single ‘O Mundo’

Pit Passarell é um artista único e original. Uma criatura da noite, exatamente como os grandes artistas devem ser. 

Desde que formou o Viper, nos anos 1980, e gravou seu primeiro álbum, aos 18 anos, nunca mais parou de criar. E nunca mais parou de mudar. 

Foi um dos criadores do estilo que hoje em dia chamamos de metal melódico, antes mesmo de a gente saber o que era esse negócio. Criou obras primas como “Living For The Night” e “To Live Again”, entre outras, hinos que catapultaram Andre Matos para o mundo. 

Ele lançou o primeiro single da sua carreira solo. Em “O Mundo”, Pit faz um convite a todos: “Você que já esteve no céu, foi tudo divertido pra você? Chega a hora então de provar tudo que existe. Tire agora os sapatos, jogue tudo para o alto, sinta o chão. Aprender a andar descalço num mundo de asfalto e sem coração. Até que o mundo gire ao seu redor.” Quem não sabe essa letra de cor? 

O Wikimetal, selo independente da ForMusic (que relançou recentemente o catálogo do Viper), acredita que esse álbum seja, sem exageros, um dos melhores álbuns do rock nacional autoral dos últimos anos. 

“Praticamente Nada” chegará ao mercado digital e físico em 28 de agosto de 2020, mas desde o primeiro single já mostra um artista cheio de alma e coragem. 

Depois assumiu os vocais do Viper e, com o sucesso de “Rebel Maniac” e “Evolution”, levou a banda para shows no Japão e na Europa.

Mais tarde, acabou emprestando seu grande talento de criador de lindas melodias, de trovador urbano e de poeta e escritor de letras autobiográficas para o Capital Inicial, banda para qual seu irmão, o guitarrista Yves Passarell, partiu após deixar o Viper. Ouça O Mundo aqui: https://wikimetal.lnk.to/PitPassarell_OMundo

** Texto extraído da divulgação feita pelo site Wikimetal

Deixe uma resposta