Dave Mustaine, do Megadeth, ataca o uso de máscaras em show

Dave Mustaine, do Megadeth (FOTO: DIVULGÇÃO)

O guitarrista e vocalista Dave Mustaine, do Megadeth, decidiu investir contra o uso de máscaras. Em recente show, nos estados Unidos, reclamou do que considera tirania da medicina por “forças as pessoas a andar mascaradas e a fazer o que não querem, insinuando que a vacina obrigatória é um atentando á liberdade pessoal.

A apresentação, que aconteceu na cidade de Camden, no estado de Nova Jersey, foi marcada pelo discurso do líder da banda logo antes do encerramento com “Holy Wars… The Punishment Due”. Era para ser uma exaltação pela volta dos shows com público, mas aí o negacionismo entrou em cena.

O músico, então, desatou a falar contra a necessidade do uso de máscaras e cometeu o desatino de bradar contra o que considerou uma “tirania da medicina” por conta as exigências, em muitos lugares do mundo, do uso de máscaras.

“O que está acontecendo agora é tirania. Isso é chamado de tirania. Pesquisem quando chegarem em casa. E a tirania não é só do governo. A tirania agora está nas escolas, e a tirania está na indústria da medicina. Nós temos o poder, especialmente nós […] fãs de Heavy Metal, nós temos o poder de mudar as coisas”, discursou Mustaine, misturando conceitos e fatos completamente distintos, como a crise sanitária, política internacional no Oriente Médio e outras coisas fora de propósito.

Deixe uma resposta